Diversos estudos publicados em instituições de renome mundial são unânimes em relação aos efeitos positivos provindos do treinamento de força voltado para a saúde e ou desempenho esportivo. A força pode ser resumidamente definida como a capacidade  do sistema neuromuscular de produzir tensão contra uma resistência externa. Vamos responder algumas perguntas com o objetivo de desenvolver uma visão mais ampla sobre o Treinamento de força (TF). 

 

Quais a formas de manifestação da força?

A força pode ser treinada para ganho de hipertrofia, resistência ou força explosiva.

Cada manifestação possui um conceito e aplicação diferente com objetivos distintos. Imagine você  movendo o sofá da sua casa, nessa ocasião a sua força máxima será exigida; agora em uma segunda situação você carregando uma criança até a farmácia mais próxima de casa, nesse momento a sua resistência de força determinará se você vai conseguir ou não realizar essa tarefa. 

 

Quais são as modalidades que envolvem o TF?

Ao olharmos para as modalidades em evidência, podemos destacar algumas que são mais específicas para o treinamento de força, como a clássica musculação, o treinamento funcional, pilates, crossfit, MMT, yoga. Além do uso de diversos materiais como barras, halteres, dumbbells, anilhas, aparelhos de musculação, faixa elástica, medicine balls, molas, bolas suíças e peso corporal para auxiliar neste ganho de força.

 

O Treinamento de força contribui para o emagrecimento?

Sim. O TF pode resultar no aumento no tecido muscular e da taxa metabólica de repouso, o que aumenta a quantidade de calorias queimadas diariamente. Porém não se assuste caso você esteja engajado em um programa de treinamento de força e ainda não tenha conseguido emagrecer, as vezes já ocorreu uma troca de massa gorda (gordura) por massa magra (músculo) e o peso ainda não variou porque músculo é mais pesado que gordura. Lembre-se, paciência, persistência, alimentação e qualidade do sono também são fatores indispensáveis no processo.

 

Quais são os benefícios do TF?

Aplicar aos músculos um estresse e uma resistência planejada e orientada de forma específica pode produzir um aumento de massa magra, reduzir a gordura corporal, fortalecer os ossos, baixar a pressão arterial, melhorar os níveis de lípidos e de colesterol no sangue e aumentar a capacidade do corpo de utilizar a glicose, o que pode melhorar de forma significativa os quadros de Diabetes, em especial a do tipo ll. O TF além de aumentar todas formas de manifestações da força, produz aumento na velocidade, equilíbrio coordenação, agilidade e diminui o estresse fisiológico a médio e longo prazo.

 

Se o seu objetivo é aumentar a massa muscular e ter músculos definidos e bem tonificados, não preciso nem falar sobre a importância do TF. Porém se você não possui esses objetivos e nem se identifica com esse perfil, me faça um favor? NÃO deixe de trabalhar o seu corpo para ter uma melhor qualidade de vida. Experimente um programa de TF para encontrar um ideal para você.

  

 

 

  

 

 

  

 

Yuri Cardoso
Educador Físico
CREF 132160-G/SP

Compartilhe:
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn